IFF PANAMÁ CONVIDA O CINEMA BRASILERO PARA A SUA SEXTA EDIÇÃO

Lunes, Diciembre 5, 2016

Karim Aïnouz, IFF Panama.

Os produtores do Brasil podem inscrever suas longametragens através da chamada que estará aberta até o dia 23 de dezembro para participar no IFF Panamá 2017.

A sexta edição do IFF Panamá, que se realizará de 30 de março à 5 de abril de 2017,  convida os  diretores ou produtores do Brasil a inscrever suas obras cinematográficas para fazer parte do evento, sempre que se trate de longametragens (de 60 minutos ou mais de duração) cujo ano de finalização da produção seja 2016 ou posterior. IFF Panamá receberá trabalhos de ficção, animação, cinema experimental e documental, que não foram projetados publicamente na República do Panamá.

O Festival Internacional de Cinema do Panamá já representou diversos filmes de produção brasileira em seu evento, com sucesso de audiência, tal como Bem casados, Futuro Junho, O Menino e o Mundo, Heliópolis-Bairro educador, Le Sel de la Terre, Faroeste Caboclo, O lobo tras a porta, Xingu, Qué horas ela volta?  Produtores destes trabalhos estiveram presentes  e participaram  nos bate-papos com o público presente. Em 2015, o reconhecido diretor Karim Ainouz participou do IFF Panamá e foi homenageado com uma retrospectiva especial de sua obra e cinco de seus filmes exibidos.

Todas as condicões da convocatória aberta, assim como as instruções para enviar o material cinematográfico para IFF Panamá, estão na página oficial do festival: www.iffpanama.org.

 

Sobre a Fundação IFF Panamá
A Fundação Festival Internacional de Cinema do Panamá (Fundación IFF Panamá) é uma organização sem fins lucrativos criada para apoiar a realização do Festival Internacional de Cinema do Panamá e impulsar as atividades culturais e educativas que formam parte integral do evento.O Festival é patrocinado principalmente pelo Ministerio de Comércio e Indústrias (MICI) e a Direção Geral de Cinema (DICINE), Autoridade de Turismo do Panamá, MasterCard®, Copa Airlines, Cervecería Nacional, Revista K, TVN, Telemetro, entre outros generosos promotores.